Com Sueli Abreu “Monção completa 260 anos”


Monção completa 260 anos. Nossa mensagem deveria ser de felicitações, satisfação por morar em uma cidade centenária, mas o que se ver nos assusta, vivemos em uma cidade sem desenvolvimento, educação, saneamento, infraestrutura, saúde, lazer... vivemos sem o básico que precisamos, basta consultar os indicadores de nossa cidade para confirmar o que falo, estamos sempre ocupando as últimas posições no IDB- Índice de Desenvolvimento da Educação Básica e no IDH - Índice de Desenvolvimento Humano.
O povo de Monção precisa acordar. Está na hora de falar sério sobre política em Monção. Já chega, pra mim basta! Começamos hoje um movimento para libertar nossa cidade das mãos desses “miseráveis” que só pensam em si. O que se percebe é uma falta de respeito para com nosso povo, estamos votando em administradores que ferem nossos direitos, nos ignoram, nos humilham...

Todas as justificativas inventadas pelo grupo do atual governo não passam de lorotas. Destaco que meu texto não critica somente a atual gestão, não seria insana em responsabilizar por anos de fracasso e atraso uma gestão que está há sete meses no governo, mas a critico por estar todo esses meses e nada fazer por esta terra, terra esta que nem sua é, nem de sua prole, que já nasceu em berço de ouro adquirido outrora em nosso tão sofrido município. Digo que esse torrão é nosso dos que nasceram, cresceram e moram aqui, e que trabalham duro para criarem seus filhos com dignidade, ensinando-lhes que a honestidade e uma virtude daqueles que têm caráter e honra. E que apesar de tudo honra pela sua terra. 

Sugiro aos amigos que outrora comungavam da mesma ideia e ponto de vista a respeito de Monção, que pare de tentar justificar o injustificável, fica mais feio ainda, se ainda lhes restam um pouco de caráter, calem-se e aceitem que estão levando mais um tapa na cara, de muitos q a "querida" ainda vai lhes dá.

Pena que o dolorido tapa não doem só em quem merece e em quem comunga dessa patifaria que vivemos em Monção. 
Hoje, homenageio Monção pelos filhos corajosos que tem, que não temem a retaliações em expor suas indignações. 
Encerro minhas palavras com um trecho de um grande escritor maranhense, que em um dos seus momentos de inspiração escreveu: "A vida é combate, que os fracos abate, que os fortes, os bravos só pode exaltar".

Avante Monção!
Sueli Abreu

Texto publicado originalmente em https://www.facebook.com/sueli.abreu.5

Nenhum comentário:

Postar um comentário